WinWin: A primeira plataforma de mídia do mundo que remunera as pessoas por sua atenção

WinWin: A primeira plataforma de mídia do mundo que remunera as pessoas por sua atenção

Idealizada em 2016, a WinWin, que será anunciada para o mercado em outubro, é a mais nova empresa de tecnologia da futurista Daniela Klaiman. Uma plataforma de mídia que utiliza a tecnologia da realidade aumentada para ocupar a cidade com tótens virtuais em uma interface divertida, como de um videogame.

A ideia surgiu em Israel, onde Daniela estudou tendências em tecnologia e encontrou uma oportunidade de traduzir e potencializar um maior senso de comunidade que nascia entre as pessoas. “Vivemos em um tempo onde as mídia tradicionais não conseguem mais gerar mais engajamento entre marcas e pessoas”. Diz a futurista.

O aplicativo, disponível para Android e iPhone, permite que todos criem seus spots, tótens virtuais, em qualquer cidade do mundo, os promovam na comunidade, tornando-os mais atrativos para as marcas. Quanto mais marcas e anúncios na plataforma, mais o usuário que é o dono da mídia, ganha. Ou seja, estamos falando de uma mídia onde as pessoas serão valorizadas, remuneradas e atingidas apenas por anúncios que sejam do seu interesse e façam sentido, oferecendo para as marcas chances de serem mais assertivas e de se comunicarem diretamente com seu target. O jogo conta com quatro fases, onde cada usuário que maior interagir com a interface, evolua ganhando assim mais benefícios e maior porcentagem de receita nos seus tótens. O rendimento e performance poderá ser acompanhado no site, que também mostra de forma transparente as transações e remunerações.

Na estratégia central do lançamento está a formação de comunidade, onde os embaixadores, selecionados pela marca, serão os protagonistas dessa nova era onde a mídia é um espaço de troca, transparente, descentralizado e personalizado. A expectativa é que até o final de 2018 a plataforma, que já recebeu R$1,5 milhão de investimento, conte com mais de 100.000 usuários ativos.

“A fase um é lançar a WinWin como um movimento construindo a comunidade entorno da causa, tudo isso antes de abrir a plataforma para as marcas, pois acreditamos que a confiança e força está nas pessoas” diz Daniela Klaiman, idealizadora da WinWin. “A WinWin nasceu de um desconforto muito grande que eu tive em relação a invasão que são os anúncios publicitários, sejam eles na TV, online ou em qualquer outra plataforma. Não é justo que nós consumidores sejamos interrompidos a todo momento por anúncios sem ganhar nada com isso” finaliza a futurista.

Mais informações: https://www.winwin.media/

 

Previous Um homem negro representado positivamente incomoda muita gente

About author

You might also like

Design 1Comments

7 criadores brasileiros redefinindo a criatividade em 2018

*Publicado originalmente na AFROPUNK. Eles deixaram sua assinatura em 2017 criando conteúdo e projetos que causaram impacto na maneira como as pessoas se relacionam com a publicidade, com as causas

Cinema 0 Comments

Monique Evelle deixa o Profissão Repórter para cuidar de projetos de inovação e impacto social

A jovem empresária, comunicadora e ativista Monique Evelle, que se destacou no ano passado por grandes projetos de impacto social e por sua atuação no Profissão Repórter, da TV Globo, encerra

Economia 0 Comments

Conta Black quer incluir financeiramente a população que não possui conta bancária

O Brasil é o país em que ainda há 1989 municípios sem agência bancária no país, sendo que 310 deles não tem nem caixa eletrônico. Segundo o Banco Central, a

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply