Foto: Zion Malik Monique Evelle deixa o Profissão Repórter para cuidar de projetos de inovação e impacto social

Monique Evelle deixa o Profissão Repórter para cuidar de projetos de inovação e impacto social

A jovem empresária, comunicadora e ativista Monique Evelle, que se destacou no ano passado por grandes projetos de impacto social e por sua atuação no Profissão Repórter, da TV Globo, encerra sua participação no programa para integrar a equipe estratégico-criativa de projetos de inovação e impacto em rede.

Monique foi convidada pela Bossa Nova Studio, uma empresa da Bossa Nova Group, para participar do time de desenvolvimento de estratégias e criação de produções audiovisuais, plataformas digitais e demais ferramentas envolvam entretenimento e impacto social. Ela inicia sua atuação no Bossa Nova Studio a partir da concepção de novos modelos de produção e distribuição de conteúdo audiovisual, que propõem disrupção de formatos tradicionalmente conhecidos no setor.

A ativista e comunicadora soteropolitana de 23 anos, que é criadora do Desabafo Social, organização que busca a promoção de educação em direitos humanos, também está viajando por todo o Brasil com o Instituto Update e mapeando iniciativas de inovações políticas nas periferias do país. Este mapeamento é o começo de uma pesquisa maior para o desenvolvimento de uma série de TV.

Na lista das 30 jovens mais promissoras do Brasil, abaixos dos 30 anos, Monique Evelle tem se notabilizado por apresentar uma outra perspectiva da promoção dos direitos humanos cruzando inovação, participação social e tecnologia. Também já participou de grandes eventos, como TEDxRioVermelho, TEDxSãoPaulo, Youth Business International, Prêmio Laureate Brasil, Simpósio da Universidade de Harvard e Conectados al Sur.

Foto: Zion Malik

Falamos com ela sobre o que já está fazendo em 2018:

Como foi para você passar esse período participando de um programa em uma grande emissora?

Até hoje foi uma das melhores experiências, talvez a melhor experiência profissional que já tive. Todo mundo já sabe que Caco Barcellos é um mestre e eles sabe muito bem como formar os aprendizes. Eu pude aprender vendo e perguntando a todos repórteres que estavam há muito mais tempo que eu e confesso que melhor ambiente de trabalho ainda não encontrei. Foi um período incrível para aprender principalmente técnicas de audiovisual e fazer realmente uma reportagem.

Quais aprendizados você levou dos outros projetos que construiu para a atuação como repórter? E dessa participação no Profissão Repórter, o que você traz de novo para os projetos que está começando em 2018?

Através do Desabafo Social eu exercitava a aproximação e a escuta ativa daquilo que é desconhecido ou muito diferente de mim. E no Profissão Repórter pude colocar isso em prática em cada reportagem. O olhar atento para saber o limite entre jornalismo e ideologia, além de apostar no audiovisual é o que mais levo do programa.

Falando em novos projetos, quais são as iniciativas que você vai desbravar em 2018? O que vem por aí?

A única coisa que posso dizer é que comecei o ano no Vale do Silício, voltei e rodei algumas cidades do Brasil mapeando inovações políticas nas periferias pelo Instituto Update e que estou cuidando com carinho de um grande projeto de audiovisual da Bossa Nova Studio, empresa da Bossa Nova Group, que por enquanto é confidencial. O resto as pessoas vão saber ao poucos.

Previous Jovens viajam o Brasil atrás de inovações políticas nas periferias
Next Kilombey convida atores amadores para canal negro e LGBT no YouTube

About author

Robin Boateng
Robin Boateng 27 posts

Robin Boateng é designer, criador da Creatin, gestor de conteúdo do Afroguerrilha e colaborador da AFROPUNK. Instagram: @robin.boateng

View all posts by this author →

You might also like

Economia 0 Comments

Favela Business EP1: Brechó Original Favela

Na entrevista de lançamento do nosso projeto, convidamos as proprietárias do brechó Original Favela. Iris e Anne são amigas e sócias, vendem roupas e acessorios pelo instagram há mais de

Favela Business 0 Comments

Favela Business: manos e minas transformando criatividade em oportunidade

Publicado originalmente no portal do AFROPUNK Em um país como o Brasil, que passa por uma crise política, chama atenção os índices de desemprego e falta de oportunidades no mercado

Mídia 0 Comments

Um homem negro representado positivamente incomoda muita gente

No último dia 26/07, a Boticário lançou seu comercial de Dia dos Pais com uma família negra. Um ano antes havia lançado comercial para comemorar a mesma data com uma família

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply