Plataforma Diaspora.Black propõe hospedagem focada em cultura negra por diferentes países

Plataforma Diaspora.Black propõe hospedagem focada em cultura negra por diferentes países

Lançada em dezembro, em São Paulo, a Diaspora.Black é uma plataforma digital que conecta anfitriões e viajantes para oferecer serviços de hospedagem e experiências afrocentradas em diferentes cidades da diáspora africana.

Para quem nunca ouviu esse termo, “diáspora africana” é o conjunto do povo africano espalhado pelo mundo por conta da escravidão e de migrações forçadas. Por isso, também chamamos de diáspora o conjunto de países em que a maioria de nós vive, principalmente as Américas. E o que o Diaspora.Black propõe é isso, a conexão entre pessoas negras de diferentes lugares da diáspora africana, te dando a oportunidade de viajar, curtir por aí e conhecer outras experiências e culturas negras pelo mundo.

Entre as diferentes modalidades de hospedagem, há possibilidade do aluguel por temporada, como forma de movimentar a economia dentro da comunidade. Mas também opções gratuitas ou mediante trocas e contrapartidas simbólicas, com o objetivo de conectar pessoas com valores e referências identitárias comuns, dispostas a compartilhar seu espaço de pertencimento e vivências imersivas na cultura negra.

Você pode acessar a versão beta da plataforma no site www.diaspora.black Desde setembro de 2016, a plataforma já possui demanda de cadastro em diferentes cidades de dez países, como França, Itália, EUA, Espanha, Nigéria, Inglaterra, Peru, México e Bolívia, além do Brasil. Em fase de testes, a plataforma não cobra qualquer tipo de taxa aos usuários.

Financiamento coletivo

Para concluir a fase de testes da rede e permitir o desenvolvimento de outros serviços na plataforma, o Diaspora.Black busca recursos via financiamento coletivo. Os valores para financiamento variam de R$ 15 a R$ 1000, e serão devolvidos caso as metas não sejam alcançadas. Em contrapartida, os colaboradores podem receber diárias em imóveis já cadastrados e participar de oficinas temáticas sobre racismo, diáspora, cultura e filosofia africana.

Previous Workshop em São Paulo apresenta o marketing digital para afro-empreendedores
Next Jogador Everton Luiz é vítima de racismo durante jogo, reage e é punido pelo juiz

About author

Robin Batista
Robin Batista 23 posts

Robin Batista é designer, editor do Afroguerrilha e colaborador da AFROPUNK.

View all posts by this author →

You might also like

Cultura 0 Comments

Terceira edição do AFROPUNK Festival Paris enaltece a beleza e a cultura negra

Quando a Macy Gray entrou no palco e cantou seus novos e antigos sucessos já passavam das 11 da noite e o público que havia chegado cedo para o primeiro

Música 0 Comments

AFROPUNK Festival – celebrando a cultura negra

Quando James Spooner, no final dos anos 90, procurava por jovens negros que assim como ele gostassem de punk rock, um estilo musical predominantemente branco, provavelmente não imaginava que estava

Racismo 13 Comments

Mulher que acusou Emmet Till de assedia-la diz que mentiu, 62 anos após o assassinato do jovem negro.

O assassinato do adolescente negro Emmet Till ganha um novo capítulo, 62 anos depois de ele ter sido linchado até a morte. A mulher que fez a acusação que teria justificado

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply