‘A Rotina do Pombo’: rapper Thiago Elniño anuncia projeto transmídia com mais de 50 artistas

‘A Rotina do Pombo’: rapper Thiago Elniño anuncia projeto transmídia com mais de 50 artistas

O rapper Thiago Elniño anunciou nesta semana a data de lançamento de seu novo projeto, “A Rotina do Pombo”, que será acompanhado de perto pelo Afroguerrilha e registrado em diferentes matérias e postagens em nossas plataformas. O álbum sai dia 1 de Fevereiro e tem participação de vários artistas, como Rincon Sapiência, Tamara Franklin, MC Sant e Douglas Din.

Depois  do sucesso do EP “Filhos de um Deus que dança”, puxado pela faixa e vídeo de “Diáspora” (assista abaixo), Elniño lança agora um projeto desenvolvido durante 5 anos com a produção do Espaço Criativo Casa e instrumentais de produtores de diversos cantos do país.

“A Rotina do Pombo” é um projeto que ultrapassa os limites da mídia álbum, e transmite sua mensagem por vários outros meios. Será lançada uma plataforma/galeria com a exposição de trabalhos de artistas de diversas linguagens fazendo leituras próprias do conceito do disco. Assim, o projeto contará, ao todo, com mais de 50 colaboradores de diferentes campos artísticos.

Clique na imagem para ver o evento de lançamento no Facebook

Quem é o pombo?

O conceito do álbum é um paralelo entre o cotidiano do pombo, ave arrancada de seu habitat natural, e a rotina de um jovem negro, afastado à força de seu ambiente e identidade originais. O projeto “A Rotina do Pombo” mostra que tanto o pombo quanto esse jovem negro são empurrados a viver uma vida nada valorizada no meio urbano e passam a ser vistos como elemento desvalorizado, perigoso, sujo e ruim.

No projeto, o pombo é personificado como um jovem negro chamado “Sem Nome”, que trabalha em um subemprego e vive em uma cidade fictícia que contém elementos de Volta Redonda, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. Por isso, e de maneira bastante criativa, tanto o álbum quanto os outros trabalhos artísticos lançados em diferentes plataformas vão alimentar o debate sobre o entrelaçamento entre ambiente e identidade.

Ouça Pedagoginga, primeiro single do álbum:

Previous A importância de valorizar a beleza negra para enfrentar o racismo
Next 4 lugares para treinar e aprender a dançar breaking em São Paulo

About author

Robin Batista
Robin Batista 22 posts

Robin Batista é designer, editor do Afroguerrilha e colaborador da AFROPUNK.

View all posts by this author →

You might also like

Música 0 Comments

Assista o videoclipe de “Meu bloco”, novo single de Rincon Sapiência

Hoje (24 de fevereiro), véspera do Carnaval, o rapper Rincon Sapiência lança o videoclipe e o single “Meu Bloco” nas suas redes sociais e principais plataformas de streaming. A faixa,

Cultura 0 Comments

AFROPUNK Festival – celebrando a cultura negra

Quando James Spooner, no final dos anos 90, procurava por jovens negros que assim como ele gostassem de punk rock, um estilo musical predominantemente branco, provavelmente não imaginava que estava

Cultura 0 Comments

Emicida: “o rap me ensinou a ter consciência racial”

“Quando você chama a pessoa de macaco, você está jogando toda a humanidade dela no lixo […] É extremamente difícil, é humilhante, ter que abrir um B.O. porque uma pessoa

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Reply